Crianças no Avião

Londres foi a primeira viagem internacional que fizemos com a pequena. E acredito que como para a maioria dos pais, nossa grande preocupação era como a Gigi iria encarar tantas horas de voo…

1306a
Esperando o voo

Será que teria dor no ouvido? Iria dormir? Ficaria muito agitada? Iria chorar muito? Eram tantas dúvidas que confesso que um stress(zinho) estava instalado.

Nessa primeira viagem despachamos o carrinho da Gigi e usamos nosso canguru para carrega-la no aeroporto. (Tem post sobre Crianças no Aeroporto: Locomoção)

IMG_6006
Carregando a Gigi com canguru

Nossa pequena embarcou como bebê de colo e aí vem o primeiro aprendizado. Nunca, JAMAIS cruze o oceano com uma criança no seu colo! Por menor que ela seja, o desconforto é terrível… Vale muito a pena pagar uma cadeira extra para o bem geral da nação e a sanidade dos pais!

Até seguimos a dica de uma amiga e levamos aquelas almofadas de amamentação pra que ficasse mais confortável carregar a neném, mas imaginem só a cena! Mala de mão, bolsa de criança, aquela “pequena” almofada de amamentação… Stress demais para uma viagem que deveria se resumir a diversão.

Mas deixando esse “pequeno” detalhe de lado, ela se comportou super bem. Nada de dor, choro ou agitação… A Gigi tinha nascido pra viajar!

O que fizemos?! Depois de embarcar e quando sentimos que já estava ficando na hora dela dormir, trocamos sua roupinha por um pijama, arrumamos sua “caminha”, demos mamadeira, naninha e bubu (sua chupeta) e ela simplesmente dormiu. Dormiu como um anjinho! E olhem que nossa filha nunca foi fácil pra dormir… Mas no avião (acho que por conta do balancinho) tudo fluiu super bem!

É verdade que após algumas viagens melhoramos muito nossa logística aérea e por isso vamos compartilhar nossas principais dicas por aqui.

#1 – Rotina: Pra começar é importante ter em mente que como a viagem já é uma grande mudança na rotina da criança, quanto mais coisas ela puder associar ao seu dia a dia melhor!

#2 – Voos Noturnos: Essa escolha vem por conta da rotina da pequena. Procuramos sempre voos noturnos, pois de acordo com o horário que ela (e qualquer outra criança) já está acostumada a dormir, é possível descansar com muito mais facilidade.

#3 – Medicamentos: Como pais bem prevenidos, e aqui é um detalhe que merece sua atenção, levamos sempre uma “farmacinha” com todos os medicamentos que ela poder precisar. Isso vale inclusive pra nós. (Confira os posts Medicamentos para viagem, Farmacinha da Gigi para viagem e Farmacinha dos papais para viagem).

#4 – Chupeta e mamadeira: Esses são itens de primeira necessidade e utilizados até hoje nos momentos de pouso e de decolagem. Para evitar dor no ouvido sempre oferecemos pra Gigi, mesmo que ela esteja dormindo.

IMG_5251.JPG
Detalhe da chupeta. Essencial para pousos e decolagens!

#5 – Comidinhas: Geralmente é possível solicitar alimentação especial para crianças nas cias aéreas. Sempre fazemos isso por aqui, apesar da Gigi raramente comer alguma coisa. Nesse caso, sempre levamos na bagagem de mão alguns alimentos industrializados que ela gosta de comer, como bolachinhas, chocolate e leite em pó.

Nem pense em levar frutas ou alimentos in natura, pois não poderão entrar no outro país. Deixe para comprar quando chegar lá!

#6 – Manta: No avião, uma mantinha é fundamental! Apesar de oferecerem a bordo, geralmente não são as mais apropriadas para um bebê. Então é bom que leve a própria cobertinha…

#7 – Pijaminha: Outra coisa que sempre funciona bem por aqui é levar um pijama pra hora de dormir. Isso nós fazemos desde que a Gigi era bebê até hoje, com mais de 3 anos. Colocar o pijaminha já a faz relaxar mais para um soninho gostoso.

#8 – Tablet: Outro artigo que consideramos indispensável no avião (e em toda a viagem) é o bom e velho ipad! Sim. Aqui em casa ele é permitido e nas viagens é um dos principais aliados. No momento que a criança começa a ficar cansadinha ele é indispensável. No avião, para não incomodar os demais passageiros, usamos um fone de ouvido próprio pra crianças.

#9 – Brinquedos: Aqui em casa nunca fomos acostumados a carregar brinquedo nas nossas saídas, mas nas viagens achamos super válido (desde que com moderação)! Nada de coisinhas pequenas que possam cair no chão e se perder, pois dentro do avião tudo é mais difícil de encontrar… Brinquedos muito grandes também não valem a pena. Além de ocuparem muito espaço na bagagem de mão, são difíceis de acomodar em qualquer lugar.

Para a criança maiorzinha, como é o caso da Gigi hoje, o que mais recomendamos e que por aqui nunca deixamos de levar são caderninhos para colorir ou fazer atividades. E já que criança adora uma novidade, geralmente compramos alguns e só damos durante a viagem.

IMG_6979
Entretenimento a bordo com livrinho de colorir

Tenha em mente também que a maioria das cias aéreas entregam mimos para as crianças e isso já ajuda a entreter.

#10 – Penico: Nesse item você só pensa quando precisa! Nas primeiras viagens, como a Gigi ainda usava fraldas, nem precisávamos nos preocupar com a hora de ir no banheiro. Era só levar um trocador e pronto! Conforme ela foi crescendo ainda tentamos colocar fralda na hora de dormir no avião (pois tínhamos medo de um acidente), mas isso não durou… ela começou a ficar muito incomodada.

Para a hora do banheiro, já testamos o redutor de assento dobrável e por conta da higiene sempre o usávamos associado a um protetor de assento. Mas o que melhor funcionou pra nós foi o penico portátil, que cabe dentro de qualquer bolsinha e sempre nos acompanha em qualquer lugar, junto dos lencinhos umedecidos e do álcool em gel.

****

#Ficaadica:

  • Tem post sobre Crianças no Aeroporto: Locomoção;
  • Nunca, jamais cruze o oceano com bebê no colo;
  • Para carregar o bebê no aeroporto leve um carrinho dobrável (do tipo yoyo que é permitido a bordo) ou então um canguru;
  • Procure manter a rotina da criança ao máximo durante o voo;
  • Leve uma “farmacinha” com os principais medicamentos que a criança pode precisar;
  • Opte por voos noturnos, pois a criança dorme melhor;
  • Nos momento de pouso e decolagem sempre ofereça chupeta ou mamadeira pra criança. Isso ajuda a evitar dor no ouvido;
  • Leve a bordo alimentos industrializados que seu filho possa querer;
  • Uma mantinha sempre será bem-vinda no voo;
  • Coloque um pijaminha na criança na hora de dormir;
  • Leve tablet e brinquedos para distrair seu filho durante o voo.

3 comentários em “Crianças no Avião

Deixe uma resposta